Trilho do Caminho do Carteiro


Notice: Use of undefined constant ‘post - assumed '‘post' in /home/tripinpt/public_html/wp-content/themes/olsen-light/single.php on line 32

Notice: Use of undefined constant thumbnail’ - assumed 'thumbnail’' in /home/tripinpt/public_html/wp-content/themes/olsen-light/single.php on line 32

Há algum tempo falei aqui no blog de um local chamado Rio de Frades, onde tinha ido para tentar encontrar uma lagoa sobre a qual tinha ouvido falar. Há cerca de 3 meses regressei lá para fazer parte do trilho do “Caminho do Carteiro“.

Este percurso pedestre vai de Rio de Frades a Tebilhão, em plena Serra da Freita, a cerca de 16 kms de Arouca. Tem uma distância de 6 kms e não é circular, pelo que acaba por ter de se andar o dobro da distância se se fizer ida e volta. Eu fiz apenas metade, ou seja, 6 kms (ida e volta) pois já cheguei tarde e não tinha tempo suficiente para o fazer todo antes de anoitecer.

Para percorrer este trilho demorei cerca de 3 horas, com as devidas paragens e sem grandes pressas. O nível de dificuldade é elevado na medida em que tem de se subir muito e há muitos pontos com piso bastante irregular.

Pode-se iniciar o percurso, conforme ele está delineado, em Rio de Frades ou em Tebilhão. Eu comecei em Rio de Frades e acabei da pequena aldeia de Cabreiros, que fica a meio do trajeto. Assim, comecei pela parte mais difícil (sempre a subir), deixando a descida para o final.

 

O caminho rasga a serra por entre casas em ruínas, minas desativadas e cursos de água. As paisagens são magníficas, mas infelizmente ainda eram muitos os locais com vestígios profundos dos incêndios que devastaram a zona no verão passado.

Por aqui passaram muitas toneladas de volfrâmio extraído destas minas e utilizado pelos nazis durante a Segunda Guerra para construção de material bélico. Estes caminhos agora desertos foram nos anos 40 caminhos de grande azáfama.

Hoje respira-se tranquilidade e ar puro.

Findos os 3 kms e depois de muito subir, cheguei à aldeia de Cabreiros onde deu para descansar e conversar um pouco com duas senhoras muito simpáticas. Quem fizer o percurso por inteiro tem ainda mais cerca de 3 kms pela frente até chegar a Tebilhão que fica a 830 metros de altitude.

Recarregadas as baterias era hora de descer, enquanto o sol se ia escondendo calmamente atrás das montanhas.

Terá também o carteiro trilhado estes caminhos para fazer chegar a correspondência ao povo das aldeias ladeadas pela serra?

No final ainda houve tempo para fazer amizade com um gato muito meigo que atrevidamente, e aproveitando a minha distração, se meteu dentro do carro e por pouco não vinha comigo para casa!

2 comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *